A Alitalia chegará ao fim de março sem dinheiro para pagar combustível, o custo do leasing das suas aeronaves ou o salário de seus empregados, segundo noticiou o OMAAT.

A Etihad comprou 49% da Alitalia há alguns anos atrás, o que significou importante melhora no serviço de bordo, aeronaves etc. Mas o objetivo da Etihad teria sido de zerar as contas da Alitalia em 2017. Entretanto, o que aconteceu foi que a Etihad teve que fazer um aporte de 180 milhões de euros na cia italiana em dezembro – aporte esse que está mantendo a cia operante no momento e que será totalmente utilizado até o final de março.

Para 2018, a expectativa é que a Alitalia amargue perdas operacionais na casa dos 600 milhões de euros, o que corresponde a uma média de perda de 68,500 euros por hora.

O presidente Luca di Montezemolo afirmou no início de janeiro que a Alitalia apresentaria um plano sólido de recuperação em três semanas. Entretanto, o tal plano até hoje não se concretizou.

Quem tem passagens emitidas pela Alitalia para depois de março é bom ficar atento. É claro que o  board da empresa pode apresentar um plano viável de recuperação das finanças da empresa ou mesmo que a Etihad invista mais dinheiro na Alitalia e tudo se resolva a contento. Mas é sempre bom ter cuidado.

Clique aqui para ler o post original.

Clique aqui para ler a matéria no ItalyEurope24.