viaje bem, viaje longe, viaje barato!

Variados

Companhias Aéreas Estrangeiras Livres para Investir no Brasil

Ao que tudo indica, o governo pretende anunciar amanhã, terça-feira (11), o fim do limite ao capital estrangeiro nas companhias aéreas.  O Valor Econômico de hoje publicou que a MP do Turismo vai liberar o limite para o capital estrangeiro nas companhias aéreas de 20% para 100% e serão estabelecidos incentivos para a aviação regional.

A medida provisória também cria o mecanismo do “visto eletrônico” para facilitar a entrada de visitantes estrangeiros ao país. A medida iniciará com turistas dos Estados Unidos, Canadá, Japão e Austrália.

Essa notícia coincide com outra: a chegada da Norwegian Air na Argentina. A transportadora norueguesa já se estabeleceu oficialmente na capital portenha com a Norwegian Air Argentina S/A em janeiro desse ano e todas as aeronaves terão registro argentino. A sua base será o aeroporto de Buenos Aires/Aeroparque e já solicitou ao governo argentino as seguintes rotas: Londres, Paris, Barcelona, Estocolmo e Copenhagen, que devem ser operadas pelos modernos B787.

Inicialmente, entretanto, o objetivo da empresa é operar rotas domésticas na Argentina com B737.

Se isso realmente acontecer, estaremos entrando em uma nova fase da aviação comercial brasileira. Eu acredito que a abertura do mercado será ótima em termos de preços mas, em compensação, os serviços irão piorar bastante. As companhias aéreas descobriram que os passageiros querem mesmo é pagar menos, sendo a qualidade do serviço  secundária na hora de escolher em qual companhia se quer viajar.  Isso tem sido repetido como um mantra pelos CEOs das empresas norte-americanas e europeias.

Daí a importância de estarmos atentos aos programas de milhagem e seus parceiros: com uma estratégia adequada poderemos viajar gastando menos e utilizando milhas/pontos para viagens em cabine premium.

2 Comentários

  1. Jane Andrade

    Mas veja só o meu caso: moro em
    Brasília é tenho família e amigos no Rio. Gostaria de ir mais vezes, mas os preços são ridiculamente altos! Quando faço pesquisas da vontade de rir, sério …. algumas passagens custam mais caro que uma ida a Miami!!!!! Nesse caso, específico, para um voo de 1 hora e meia, justifica pensar na qualidade do serviço ou no preço?

    • Beatriz

      Para mim, preço. Já falei que não me incomodo de andar em econômica em voos de menos de 4 horas – o que também não quer dizer que eu não voe em econômica em trechos mais longos. Tudo depende das milhas e pontos e o $$$ disponível.

Deixe um comentário

Theme by Anders Norén