O ConnectMiles, programa de milhagem da Copa Airlines, está fazendo uma promoção de compra bonificada de milhas.

O ConnectMiles vende o lote de 1.000 milhas por USD 30, o que é um valor bem salgado. Com a promoção, comprando no mínimo 5.000 milhas, há bonificação por faixas.

A quantidade máxima de compra de milhas é de 50.000 que, com o bônus de 50%, totalizam 75.000, ao custo de USD 1.500,00 – quase R$ 5.000,00.

A única justificativa que encontro para alguém querer aproveitar essa promoção é para a complementação de milhas para uma resgate de passagens em classe executiva ou primeira classe nas companhias parceiras da Star Alliance.

Fiz uma pesquisa bem superficial de voos saindo do Brasil para a Europa. Além de a disponibilidade ser escassa, os voos que encontrei obrigatoriamente incluem uma escala no Panamá e outra nos EUA.

Vejam o exemplo de um trecho entre o Rio e Paris, em executiva em janeiro de 2018. O programa me deu a seguinte disponibilidade:

Apesar de 87.500 milhas, com USD 63.51 de taxas serem bem razoáveis, eu teria que ir ao Panamá pela Copa; de lá para São Francisco e de São Francisco voar pela United para Paris! É, literalmente, meia volta ao mundo.

Saindo dos EUA para a Europa com a Lufthansa em executiva os valores estão na média das demais empresas. De Los Angeles para Frankfurt são cobradas 70.000 milhas. As taxas a USD 10.10 são ótimas.

Há boa disponibilidade dos EUA para a Ásia. De Los Angeles para Seoul, a econômica sai a 35.000 milhas, com disponibilidade na Asiana e Singapore (duas ótimas companhias); em executiva, o trecho sai a 80.000 milhas e em primeira classe, 120.000 milhas. Pena que a Singapore não disponibilize cabine premium para as parceiras em todas as rotas. Incrível perceber que as taxas aeroportuárias se mantém nos USD 10.10.

Em resumo, as milhas são caras para a compra e somente vale a pena se for para complementar milhas faltantes para emissão de bilhete prêmio.