A bola da vez é Helsinki, a capital da Finlândia – mais um lugar do mundo onde tudo funciona. A melhor maneira de ir do aeroporto de Helsinki Vantaa para o centro é de trem, cuja estação fica dentro do aeroporto. O bilhete custa €5 e o trajeto leva, aproximadamente, 35 mins.

O trem vai até a estação central onde também fica uma estação de metrô e diversos pontos de ônibus. Helsinki é uma cidade pequena; dependendo da localização dá para ir a pé da estação até o hotel. Caso contrário, faça como eu: vá de trem até a estação e, de lá, pegue um táxi até o hotel. Economizei 35 euros com isso.

Bom, saindo da área do desembarque siga as placas indicando a estação de trem até chegar a essa área aqui. À esquerda ficam as máquinas de bilhetes de trem e um caixa eletrônico (ATM).

Os finlandeses fazem questão de ser bem claros nas orientações: a não ser que você tenha sérios problemas visuais, não tem como errar, né? 😉

Bom, a máquina que você vai usar é essa aqui, que é a local traffic tickets.

Como não há catracas, esse valor de €80 é a multa que você vai levar se o fiscal passar e você não tiver o bilhete do trem. Mas até mesmo dentro do trem tem como você comprar bilhetes.

A primeira coisa que você vai fazer é selecionar a língua, já que a probabilidade de você saber suomi é perto de zero. A escolha é entre sueco ou inglês e fica na parte inferior da tela.

Feita a escolha, aparece o menu com diversas opções: à coluna da esquerda é de passagens para crianças entre 7 – 16 anos, que têm desconto de 50%. Crianças com menos de 7 anos não pagam. Mas prestem bem a atenção: os fiscais podem exigir a comprovação da idade da criança, então é melhor escolher o ticket correto do que pagar €80 pela “esperteza”.

Na coluna da direita, são os bilhetes para adultos. Escolha o primeiro: to Helsinki city center, apertando o botão preto ao lado.

Na tela seguinte, aparecem as opções de pagamento. Observe que no canto inferior direito, há a opção de Group size, caso você esteja comprando mais de um bilhete. Para os viajantes solitários, escolham dinheiro vivo, cartão de crédito ou débito, ou travel card (que eu não sei o que é).

Em seguida, pague. O pagamento pode ser feito em moeda, lembrando que a Finlândia adota o euro.

O pagamento também pode ser feito em dinheiro, mas o troco máximo é de €19,90, então, muita atenção!

Por fim, a opção de pagamento em cartão.

Depois de finalizar a compra e pegar o seu bilhete, siga a sinalização e desça a escada rolante, que será um problema para quem tem medo de altura … rsss. Gente, é muito alta mesmo!

A estação é servida por duas linhas.

Ambas levam até a estação central de Helsinki. Uma leva 32 mins e a outra, 28 mins.

Os painéis suspensos indicam o destino do trem (Helsinki), a via do trajeto (Dickursby), a hora que ele vai chegar (12:23), que vagão vai parar parar naquele ponto exato (C), e a hora local (12:21). Lugar civilizado é outra coisa.

Se alguém, por um acaso, esquecer de adquirir os bilhetes de trem no terminal, não tem problema, pois há uma máquina na plataforma. Entretanto, ela só aceita cartão de crédito ou débito AMEX, Mastercard e Visa.

Primeira providência é pressionar o botão start.

Em seguida, escolha o seu destino – Helsinki é o primeiro da lista à esquerda.

Em seguida, escolha single ticket (que só leva até a estação) ou day ticket (válido por um dia). Eu não escolheria o day ticket. Como disse, Helsinki é uma cidade pequena que dá para visitar a pé.

Em seguida, a tela é idêntica àquela da máquina do terminal.

Escolha o número de bilhetes e pague pressionando a tecla pay no canto inferior direito da tela.

Daí é só inserir o cartão e digitar  a senha.

Não se esqueça de validar o bilhete assim que entrar no trem! Espero que a informação tenha sido útil!