A Etihad e a Lufthansa soltaram um press release informando de sua nova parceria em voos codeshare, a começar em janeiro de 2017.

Com o codeshare, a Lufthansa passa a oferecer voos de Frankfurt e Munich a Abu Dhabi, usando seu código LH em voos operados pela Etihad. A Etihad, por sua vez, vai colocar seu código EY nos voos de Frankfurt ao Rio de Janeiro e a Bogota.

Resumindo: a Etihad não deu ponto sem nó. Terminou as operações no Brasil com aeronaves próprias aproveitando as negociações com a Lufthansa. Eu já havia comentado em outro post (clique aqui para ler) que a empresa, subsidiada pelo governo emirati, não havia realmente investido no Brasil e estava saindo após meros 3 anos de operações. Aí está a explicação.

Os milheiros de plantão poderão sentir o impacto na disponibilidade de assentos de primeira classe e executiva para resgate com milhas. Afinal, o passageiro emirati que foi afiliado ao programa de milhagem da Etihad pode preferir vir para o Brasil pela Lufthansa para ganhar milhas. A conferir.