Sim, mais uma vez a Alitalia foi salva pelo governo italiano. Foi dado um prazo até o final de outubro para que a empresa italiana encontrasse um comprador. Aparentemente, as negociações ainda não foram finalizadas – se é que algum dia serão. Mas o governo italiano não cumpriu sua promessa (mais uma vez) de deixar a companhia seguir o seu rumo sem aporte de capital público e injetou mais 300 milhões de euros na quase-falida. Em abril, o governo já havia injetado 600 milhões de euros para que a empresa se mantivesse até outubro. E lá se vão quase 1 bi de euros dos contribuintes italianos …

Além disso, o novo prazo para aquisição da Alitalia agora é 30 de abril de 2018 – uma extensão de quase 6 meses.

O que é incrível é que a Air Berlin levou 2 míseros meses para, literalmente, sumir do mapa. Isso demonstra como funciona diferentemente o capitalismo  dos governos alemão e italiano.

Para ler o artigo em inglês, clique aqui.