Amigos, aqueles que acompanham o mundo da aviação comercial e das milhas sabem que a Lufthansa vem eliminando a primeira classe de algumas das suas aeronaves nos últimos anos. Vamos elaborar uma timeline para ver como essa redução está ocorrendo:

Lufthansa First Class – Foto OMAAT

2013 – a Lufthansa anuncia que pretende cortar a primeira classe em 20% dos voos de longa distância, o que significa que os A340-300 e os B747-400 serão remodelados. Todos os A340-300 seriam reconfigurados sem a primeira classe, ao passo que somente alguns dos B747-400 manteriam a First.

2014 – a empresa anuncia que todos a primeira classe seria eliminada de todos os B747-400 (aquela configuração com o assento e cama ao lado).

Lufthansa First Class B747-400. Foto OMAAT.

2017 – A Lufthansa vai remover a primeira classe do seus A330 baseados em Munique e seus novos A350, que também terão Munique como base, não serão equipados com a First.

Os próximos modelos de aeronave que a empresa vai receber são os B777X. A Lufthansa será a primeira cia aérea a receber os aviões. Ela encomendou 34 aeronaves à Boeing e deve recebê-los entre 2020 e 2025.

A boa notícia é que essas aeronaves virão com uma nova classe executiva, já que a atual deixa muito a desejar. Por outro lado, agora o que era mera especulação dos blogs americanos se tornou realidade: os B777X também não terão a primeira classe.

Atualmente, somente os A380, B747-800 e alguns A330 e A340 ainda mantém a primeira classe. Se alguém pretende experimentá-la ou voltar a voar nela, é bom se apressar, pois as opções estão cada vez mais escassas. E quanto mais escassas, mais difícil será conseguir um assento com milhas.

Lembrando que a Lufthansa é membro da Star Alliance e tem parceria com a LATAM. Ela só libera assentos de primeira classe para emissão com milhas 15 dias antes do voo, o que dificulta muito qualquer planejamento.