viaje bem, viaje longe, viaje barato!

Cias Aéreas Estrangeiras, Programas de Milhas, Programas de Milhas

Melhores Resgates do MileagePlus da United Airlines

Hoje é o penúltimo post da série Os Melhores Resgates dos Programas de Milhagem Mais Populares do Brasil e dessa vez comentarei sobre os resgates do MileagePlus, o programa da United Airlines.

A United Airlines é membro da Star Alliance e, portanto, tem diversas parceiras consideradas as melhores do mundo em diferentes categorias nos muitos prêmios dedicados à aviação civil. A United tem a sua própria tabela e a tabela para os parceiros da Star Alliance. Eu vou comentar exclusivamente a tabela dos parceiros aqui. Em breve eu escreverei um post geral sobre o programa da United e lá eu abordarei a tabela própria.

Por enquanto, vale uma dica: apesar da possibilidade de resgate direto no site do MileagePlus, ele não mostra a disponibilidade da executiva da Singapore Airlines. Para vê-la, é necessário acessar o site da ANA All Nippon Airways e verificá-la lá. Eu ensino o passo a passo aqui.

Classe Econômica

Na minha opinião, os bons resgates em econômica exigem, no máximo, 25.000 milhas para viagens de mais de 7 ou 8 horas de duração, dependendo da companhia aérea.

Mas tem uma exceção na tabela da United: os trechos internos nas ilhas do Havaí, que são de curta duração mas que saem a 6.000 milhas cada um.

Outra pedida interessante é o trecho entre Europa e o Oriente Médio e a Ásia Central (Índia, Nepal, Sri Lanka, Maldivas)  por 25.000 milhas. Há muitas empresas europeias que operam esses trechos: Lufthansa, Swiss, SAS, Turkish, LOT etc.

Dentro da África o resgate também é interessante: são 17.500 milhas entre o Norte e o Sul da África. Você pode ir da África do Sul para o  Egito na South African ou Ethiopian por 17.500 milhas.

Mas eu acho que a grande jogada aqui se refere aos trechos entre o sul e o norte da Ásia (Singapura, Malásia, Tailândia, Vietnam, Laos etc) e Austrália/Nova Zelândia e Oceania. Uma observação: para o Mileage Plus Austrália/NZ são uma região diferente dos demais países da Oceania. Vamos lá:

Você pode voar pela Singapore Airlines, Thai ou Air New Zealand do sul da Ásia para  a Austrália/NZ por … 17.500 milhas! Do norte da Ásia – Seul com a Asiana, por exemplo – são 20.000 milhas. Do Japão, pela ANA All Nippon Airways ou Air New Zealand são 22.500 milhas.

Do Sul da Ásia para a Oceania – Fiji, Palau, Polinésia Francesa, Guam, por exemplo – são 22.500 milhas. Do norte da Ásia e do Japão são 15.000 milhas. Ou seja, você está em Pukhet curtindo a praia e decide que quer mais praia em Fiji – são 45.000 milhas ida e volta. Nada mal, não?

Classe Executiva

Que tal voar na classe executiva da Singapore Airlines (difícil de conseguir), Thai ou Air New Zealand do sul da Ásia para a Austrália/NZ por 30.000 milhas?

Todas têm uma ótima relação custo-benefício! São viagens longas em que você pode utilizar as ótimas salas vips dessas companhias.

Do Sul da Ásia para o Norte da Ásia, Japão ou Oceania são 40.000 milhas. Não vejo grande vantagem nos voos intra-Ásia porque eles são de média duração, mas para a Oceania é muito bom. Voando com a ANA All Nippon Airways do Japão para a Austrália/NZ também são 40.000 milhas.

Da Europa para o Oriente Médio e Ásia Central (Índia, Nepal, Sri Lanka, Maldivas) são necessárias 45.000 milhas. Como eu já disse no post do Lifemiles, é uma boa oportunidade para testar a executiva da Austrian, Swiss e Turkish.

Primeira Classe

Aqui há a muitos trechos com vantagens tremendas.  A começar do Sul da Ásia para a Austrália/Nova Zelândia por 40.000 milhas. Yep. Você pode voar pela Thai Airways, por exemplo, do sul da Ásia até Sydney na primeira classe por 40k. Na Singapore, como já disse aqui, não é possível, pois a companhia não libera a primeira classe para programas parceiros.

Outro bom resgate – mas não tão bom quanto o do Lifemiles – são as 60.000 milhas para voar de Tóquio para Singapura na primeira classe da ANA All Nippon Airways. É uma experiência que todos que gostam desse mundo das milhas e destinos deveriam ter.

Com essas mesmas 60.000 milhas é possível voar na first da Lufthansa da Europa para New Dehli.

O problema atual do MileagePlus são as regras de acúmulo da United, mas esse problema ainda pode ser contornado voando com as parceiras da Star Alliance.

Espero que vocês tenham gostado dessas dicas!

Para ler os outros posts da série – que incluem LATAM Fidelidade, American Airlines AAdvantage, Avianca Amigo e Avianca Lifemiles (e amanhã, TAP Victoria) – clique aqui.

5 Comentários

  1. Daniel

    Só para confirmar: algum cartão do Brasil transmite para tal programa?

    • Beatriz

      Infelizmente, não. A saída é voar nas parceiras da Star Alliance e pontuar no MP.

  2. Nei Menezes

    Adorei saber que no site da NH conseguimos verificar disponibilidade de assentos para voar na executiva da SQ. É um sonho meu voar na business da Singapore. Eu, particularmente, considero o serviço da executiva da SQ e da NH, por exemplo, muito melhores que da EK. Aliás, EK pra mim é muito mais marketing do que qualidade efetivamente. Não sei se vc concorda.

    • Beatriz

      Olha, aquele dourado todo da EK pra mim é demais! Eu sou uma Oneworld woman, então ainda não voei na C da SQ, mas está na minha mira. Cheguei a ver disponibilidade SIN-HND em C no Lifemiles, mas não batia com minhas datas de jeito nenhum …
      Deixa eu ter status com a UA ou com a AV e começar a acumular boas milhas pra passar o rodo no *A. Se bem que eu tenho expressivas milhas com o Victoria que estão na fila de uso de 2019.

  3. Eduardo

    Beatriz, eu considero um bom resgate por 12.500 milhas os trechos para Noronha na Azul

Deixe um comentário

Theme by Anders Norén