viaje bem, viaje longe, viaje barato!

Cias Aéreas Estrangeiras, Programas de Milhas, Programas de Milhas

Melhores Resgates do TAP Victoria

Enfim cheguei ao último post da série Os Melhores Resgates dos Programas de Milhagem mais Populares do Brasil e o último programa é o TAP Victoria, membro do Star Alliance.

O programa tem parceria com muitos cartões de crédito e, com boas promoções de transferências bonificadas, muitas pessoas ligadas nessa vida de milhas e destinos têm uma conta no TAP Victoria.

De todos os programas que analisei até agora, o Victoria tem três características importantes: (a) só é possível emitir bilhetes de ida e volta com as parceiras ; (b) é o único parceiro da Emirates no Brasil – mas só emite em econômica e executiva (o Smiles também é, mas eu não tratei dele nessa série), e (c) não é possível emitir um trecho em uma parceira Star Alliance e outro com a Emirates (pena!), ou é ida e volta com a Star ou ida e volta com a Emirates.

Além disso, infelizmente o resgate nas parceiras só é possível via SAC.

Um outro dado importante é que a TAP tirou a tabela de resgate das parceiras da internet após a reformulação do site. Por sorte, eu tenho uma cópia no meu computador, que me permite consultá-la e que deixarei aqui disponível para vocês também. Então, essa análise somente é válida para resgate nas parceiras, ok?

Classe Econômica

Há dois bons resgates na econômica:

Ásia - Oceania: 40.000 milhas (20.000 milhas o trecho)

Voos intra-Ásia: 35.000 milhas (17.500 milhas o trecho)

Ainda há o resgate entre Brasil e América do Norte/Caribe a 55.000 milhas. Esse aqui eu só acho que vale a pena se a viagem for para o Havaí ou Alasca.

Classe Executiva

Europa – América do Norte/Caribe: 110.000 milhas (55.000 milhas o trecho)

América do Norte/Caribe – Oriente Médio: 160.000 milhas (80.000 milhas o trecho) é um ótimo resgate pela Emirates e só pela Emirates.

América do Norte/Caribe – Oceania: 130.000 milhas (65.000 milhas o trecho) é um bom resgate considerando que o voo tem quase 16 horas de duração (são dois Rio-Miami seguidos ..).

América do Sul – América do Norte: 90.000 milhas (45.000 milhas o trecho) é a executiva mais barata entre Brasil e América do Norte de todos os programas analisados nessa série. Se for possível ir até o Havaí ou Alasca, é excelente.

América do Sul – Europa/Norte da África: 120.000 milhas (60.000 milhas o trecho) é um ótimo resgate considerando a Lufthansa, Turkish, Swiss e Air China no B787. Eu só voaria na TAP com a nova cabine.

Ásia – Ásia: 50.000 milhas (25.000 milhas o trecho). É imbatível! Imagine voar Singapore Airlines, ANA All Nippon Airways, Thai, Asiana em voos de 7 horas de duração em média em classe executiva!

Ásia – Oceania: 70.000 milhas (35.000 milhas o trecho). Outro ótimo resgate podendo voar Thai, Asiana, ANA All Nippon Airways, Air New Zealand, Air China e, com muita fé e oração, Singapore Airlines.

Primeira Classe

América do Sul – Europa: 180.000 milhas (90.000 milhas o trecho). É o valor mais em conta para voar com a Lufthansa na primeira classe entre Brasil e Europa – o Amigo cobra 100.000 pontos o trecho e não permite cabines mistas.

Europa – América do Norte/Caribe: 170.000 milhas (85.000 milhas o trecho). É uma outra opção para voar na first da Lufthansa, de preferência para a costa oeste, pois o voo é mais longo … 😉

Ásia – Ásia: 75.000 milhas (37.500 milhas o trecho). É o custo mais baixo para voar com a ANA All Nippon Airways entre Tóquio Narita e Singapura, ou entre Bangkok e Tóquio pela Thai. Não canso de me dizer: vale muito a pena. Aqui o roteiro é fundamental para ter a experiência total: o voo Tóquio  – Singapura deve ser feito pela ANA e o trecho Bangkok – Tóquio tem que ser feito pela Thai.

Ásia – Oceania: 110.000 milhas (55.000 milhas o trecho). Mais uma vez, a rota Bangkok – Sydney pela Thai é bem vantajosa – não tanto como o MileagePlus que é uma mãe, mas o Victoria está bem razoável.

Bom, espero que mais essa análise tenha sido útil para vocês que têm as milhas no TAP Victoria ou estão esperando a próxima promoção de transferência bonificada do cartão de crédito. Por falar nisso, tá na hora de fazer aquela transferência com 100% de bônus, né?

Entretanto, não posso terminar sem um aviso: tenho lido diversas reclamações de pessoas que não conseguem nenhum tipo de resgate com as parceiras pelo Victoria, já tendo tentado em diversos trechos, datas e cabines. Então, todo cuidado é pouco. Do que adianta ter milhas e não conseguir gastá-las? Por isso é que eu dou preferência aos programas que têm resgate online.

Para ver os outros posts dessa série, que incluem LATAM Fidelidade, Avianca Amigo, Avianca Lifemiles, American Airlines AAdvantage e United Airlines MileagePlus, clique aqui.

Abaixo, a tabela para vocês consultarem quando quiserem. Oremos para o Victoria não desvalorizá-la!

Lembro que a TAP só emite ida e volta com as parceiras, ok? Boas viagens!

 

33 Comentários

  1. Carlos Henrique

    Ótimo post! Só lembrando que a obrigatoriedade de emitir IDA e VOLTA é só com as parceiras. Se for voos TAP pode… Além disso, acho que dá pra misturar voos TAP com parceiros Star Alliance, certo? Parabéns mais uma vez.

    • Beatriz

      Oi Carlos, obrigada pela força! Sim, você está correto em seu comentário.

      • Daniel

        Emiti uma ida Business com a Swiss e volta TAP, tudo via Victoria…

        Será que conseguiria cancelar a volta após realizar a ida, de forma a tentar emitir em First Lufthansa (teria de ter restituição imediata das milhas para as gastar, complementando)???

        • Beatriz

          Daniel, eu realmente não sei se o Victoria permite isso. Mas se permitir, imagino que vc terá que pagar a diferença das milhas dos dois trechos. Eu ligaria para o call center antes pra saber.

    • Paulo

      Eu transferi p tap a 5 dias 23000 miles de meu mastercard sabe informar se estas miles so servem p tap ou outra aerea. Abracos

  2. Leticia

    Atualmente como ficam os valores de resgate da TAP com a Azul?? A tabela não era a mesma que a da Star Alliance, me parece que o valor de resgate era bem mais alto, mas atualmente não encontro mais essa informação no site da cia.

    • Beatriz

      Oi Letícia, não sei como funciona o resgate na Azul. O melhor a se fazer é ligar para o Victoria.

  3. Paulo

    Oi beatriz como funciona o resgate da TAP e parceiras em relação às cabines mistas.

    • Beatriz

      É possível ir daqui a Frankfurt com a Lufthansa em 1a classe e de lá ir para Roma na executiva da LH tbm, por exemplo. Sem problemas.

  4. Fabio

    Beatriz, descobri seu site a pouquíssimo tempo. Parabéns pelas ultimas postagens. Isso abre muito a mente de nós milheiros atras de bons resgates 😊.
    Você estoca minhas em algun desses programas ou toda milha que transfere ja tem um resgate eminente?

    • Beatriz

      Oi Fabio, bem-vindo ao Milhas & Destinos! Espero que você volte aqui para ver os outros posts que já fiz e os que ainda vem pela frente!
      Bom, eu tenho uma boa quantidade de milhas em alguns programas – por conta dos voos – e tenho os pontos de cartão de crédito para serem transferidos no caso de uma ótima promoção.

  5. Eduardo Resende

    Oi Fabio, só pra registro no inicio do mês emiti pelo Victoria a seguinte viagem pra uma conferência que vou em junho em San Jose-CA, fiz pelo SAC:

    ida
    BSB-GIG – Avianca
    GIG-IAH – United
    IAH-SJC – United
    volta
    SFO-ORD – United
    ORD-PTY – Copa
    PTY-BSB – Copa

    Ficou em 55k milhas em econômica, a disponibilidade dos trechos consultei pelo site da ANA, super tranquilo.

  6. Fabio

    Beatriz,
    Estou fazendo algumas pesquisas no Tap Victoria pelo ANA e ExpertFlyer para meu primeiro resgate em business.

    Os trechos são:
    Ida CNF-MUC OU CNF-FRA 30/09/17 +_3dias
    Volta BRU-CNF 12/10/17 +_3dias

    Todos os resultados que tenho independente do companhia (LH,TK,LX) sempre me mandam de TP o trecho CNF-LIS
    – Sabe me dizer se o trecho CNF-LIS de Business também é flat bed? Vejo muito falando mal do aviões da TAP e também li que estavam reformando. Tem alguma forma de eu saber se nesse trecho os avioes são novos e tem flat bad? O Voo é o TP104 Classe I. Pelo site da TAP fala apenas que a aeronave é uma A330-200
    – Todas as outras companhias que mencionei possuem flat bed?

    – Não sei oq acontece mas toda companhia que filtro (LH,TK,LX,ETC) sempre usa o raio da TP!

    Eu tento filtrar para conexão em GRU mas a maioria das companhias não deixam

    – Pelo ITA eu consigo achar o trecho CNF-GRU-FRA OU CNF-GRU-FRA-BRU mas pelo Expert Flyer nao consigo de jeito nenhum.

    • Beatriz

      1) Se vc quiser outras cias, deve fazer a pesquisa partindo de GRU ou GIG, sem conexão com CNF. O sistema vai tentar te dar a rota mais direta com disponibilidade e a TP é a única da Star Alliance que voa direto de CNF. Via GIG tem a LH. E via GRU, LH, TK e LX.
      2) Não tem como ver com certeza. Até agora só duas aeronaves estão reformadas (prefixos CS-TOL e CS-TOM). O Flight Radar informa a rota que elas vão operar com 3 dias de antecedência, mas mesmo assim, a TP muda em cima da hora. Até o final do ano, outras aeronaves reformadas entrarão em operação. Então, as chances serão maiores.
      3) Sim, todas usam flat bed.
      4)

      • Fabio

        Beatriz,
        Muito obrigado pelo retorno. Fiz umas pesquisas saindo de GRU e realmente tem disponibilidade de outras companhias star alliance.
        Pela sua experiencia entre LH, TK, LX, TP quem tem a melhor business? Ou isso pode varias de trecho pra trecho ?

        OBS: Tem alguma forma de eu ser notificado por e-mail das respostas as minhas perguntas aqui no site?

        • Beatriz

          Oi Fabio, depende do que você prioriza em um voo: hard product ou soft product. Dê uma olhada na configuração das cabines no Expert Flyer (coloque a data real do seu voo). A LX voa com o A340 com a cabine antiga em 1-2-1 ou 2-2-2 e tem que pagar pra reservar o assento; a TK tem o melhor catering, mas a config é 2-3-2 (e eu acho que eles começaram a cobrar pela reserva de assento nessa semana); a LH é 2-2-2. Eu descartaria a TP, por conta da incerteza quanto ao equipamento.
          E ainda não tenho notificação por email, mas vou ter!

  7. Humberto

    Estou querendo emitir uma passagem de GRU para BKK usando milhas da TAP. Seria possível fazer a seguinte emissão? Se não, o que você sugere?

    GRU – DXB de Emirates (stop over)
    DXD – SIN de Singapore
    SIN – BKK de Singapore

    BKK – SIN de Thai
    SIN – JNB de Singapore
    JNB – GRU de South African

    Obrigado e grande abraço.

    • Beatriz

      Oi Humberto, a TAP não mistura parceiras Star Alliance com Emirates. Para emitir Emirates, tudo tem que ser Emirates …

      • Humberto

        Obrigado pela informação Beatriz. Vou tentar emitir Emirates então. 😉

        • Humberto

          Bom dia Beatriz,

          Sem querer abusar, mas você saberia informar se é possível emitir com as milhas da TAP pela Emirates a ida por um país e a volta por outro como no exemplo?

          Ida:

          GRU-DXB (stop over)
          DXB-BKK

          Volta:

          SIN-DXB
          DXB-GRU

          Obrigado e parabéns pelo site.

          • Beatriz

            Oi Humberto, a TAP permite emissão open-jaw, sim! Obrigada pela força!

  8. Madson Melo

    Beatriz, boa noite, estou com dúvidas se posso utilizar as milhas ganhadas na TAP em vôos nacionais. Fiz uma viagem no primeiro semestre e recebi quase 8 mil milhas pela TAP (Milhas Victoria), mas não me cadastrei no programa. Eu ainda poderia usar essas milhas para comprar algum trecho em vôos nacionais como pela Avianca (que também é Star Alliance) ou não? E eu pago algum valor para me cadastrar no Milhas Victoria da TAP? Agradeço desde já.

    • Beatriz

      Oi Madson, para eu te responder, preciso entender uma coisa: como assim vc ganhou 8.000 milhas pela TAP? Elas já foram creditadas em algum programa de milhas?
      Nenhum programa de milhas exige pagamento para cadastro – pode se cadastrar em todos, à vontade.

      • Madson Melo

        Então, eu ganhei as milhas, creio, pelo fato de feito uma viagem internacional, isso gera milhas, ou estou enganado? No bilhete online da TAP tinha ao lado ”Milhas – 7890”, mas eu pessoalmente não as cadastrei em nenhum programa de milhas, nem mesmo no Victoria. Existe a chance que eu as tenha perdido?

        • Beatriz

          Olha, eu sei que os programas da AA e da British Airways não aceitam acúmulo de milhas de voos ocorridos antes do cadastro.
          Mas as milhas da TAP acumulam em outros programas. Você tem cadastro em algum?

          • Madson Melo

            Infelizmente não, devo me cadastrar no Victoria e tentar entrar em contato com eles? Ou falar antes do cadastro?

          • Beatriz

            Eu faria o cadastro e ligaria para perguntar antes de qualquer providência. Aproveite para se cadastrar em diversos programas de milhas, a começar pelo Smiles, LATAM Fidelidade, TudoAzul e Amigo da Avianca Brasil. Dos estrangeiros, TAP Victoria e AAdvantage da AA. Não custa nada e depois vc decide onde vai focar as suas milhas.

  9. Madson Melo

    Obrigado por tudo.

  10. Davi

    Primeiramente, obrigado por todas as dicas! Acho essa série dos melhores resgates por programa de pontos fenomenal!

    Gostaria de saber se eu posso achar uma informação compilada de quais empresas permitem a emissão de executiva/primeira classe com pontos de parceiras.
    Tenho a intenção de usar os pontos da TAP pra fazer alguma viagem de primeira classe mas minha gostaria de fazer isso partindo do Brasil. Já vi que a única companhia pra Europa que faz isso é a Lufthansa, mas não gosto da emissão com 14 dias de antecedência. Assim, queria ver quais as empresas possíveis de fazer isso pra outros continentes, como América do Norte ou Ásia, sempre partindo do Brasil.

    Obrigado mais uma vez!

    • Beatriz

      Oi Davi, obrigada pela força!
      Olha, saindo do Brasil em primeira classe, pela Star Alliance, só via Lufthansa mesmo. A Swiss só permite emissão em 1a classe dentro do próprio programa. A United tem uma primeira classe SP-Chicago no B777, mas quem voou afirma que é melhor voar na executiva do B787.
      Quanto à emissão com parceiras, cada empresa tem as suas. Geralmente, elas pertencem à Oneworld, Star Alliance ou Skyteam. Eu até tenho um post falando sobre as alianças e quais empresas membros. Mas temos os programas independentes, como o Smiles.

Deixe um comentário

Theme by Anders Norén