viaje bem, viaje longe, viaje barato!

Azul, Cias Aéreas Brasileiras, Programas de Milhas

Muito Cuidado na Compra de Passagens com Pontos e Dinheiro no TudoAzul

Amigos, recebi do leitor Douglas Sanches os prints abaixo. Ele entrou em contato comigo relatando um fato que, como advogada, cliente do TudoAzul e consumidora, considero muito grave. Em dezembro, ele foi comprar uma passagem ida e volta para a mãe dele de São Paulo para Maringá e fez duas simulações: uma comprando somente com dinheiro e a outra, com pontos e dinheiro, para a mesma rota, mesmo horário (mesmos voos) e mesmos dias.

Para pagamento somente com dinheiro, o custo total da passagem seria de R$ 830,19. A passagem de ida custava R$ 462,90 e a volta, R$ 316,90.

Qual não foi a surpresa do Douglas ao ver o resultado da simulação pontos com dinheiro: além da passagem ser mais cara – R$ 840,19, ele ainda utilizaria 4.000 pontos!

Ou seja, se ele não tivesse se dado ao trabalho de procurar o preço somente com dinheiro, ele pagaria mais caro e desperdiçaria 4.000 pontos TudoAzul sem qualquer motivo.

Repito: rota, data de ida e volta, voos e data das consultas são os mesmos. Não há motivo plausível para isso.

O TudoAzul reduziu o trecho de ida de R$ 462,90 para R$ 384,90 + 2.000 pontos mas, em compensação, o preço da volta que era de R$ 316,90 somente com dinheiro, passou a custar R$ 384,90 + 2.000 pontos. Uma total maluquice. É claro que ele comprou as passagens somente com dinheiro e a mãe dele acumulou pontos, ao invés de gastá-los.

Além disso, o Douglas, que é advogado como eu, notou o seguinte detalhe: durante o procedimento de compra do bilhete, a Azul posiciona e destaca a compra do seguro. A empresa não deixa a opção de compra pré-selecionada caracterizando a venda casada – até por que a Gol e a LATAM foram multadas em 2013 por conta disso – mas o posicionamento e a cor verde é francamente indutor a isso. Além disso, há dois botões para a compra do seguro, um em cima do outro, ao passo que para escolher prosseguir sem o seguro, o internauta precisa procurar o botão que está em cinza, sem destaque, do outro lado da tela. O que vocês acham?

 

 

Gostaria que a Azul e o TudoAzul se posicionassem em relação a esses problemas. Infelizmente, é o segundo post que escrevo, em menos de 24 horas, em que fica patente que as empresas aéreas ignoram a lei e os consumidores são colocados em posição de franca desvantagem sendo extremamente prejudicados (leia o outro aqui). É possível lucrar sem prejudicar os clientes.

 

2 Comentários

  1. Ivo de Lima Dias

    Já vi isto no site do multiplus tambem. Preço com pontos e dinheiro mais caro que sõ com dinheiro. Estamos no brasil não?

Deixe um comentário

Theme by Anders Norén