Durante 21 anos, Willem-Alexander, o rei da Holanda tem trabalhado duas vezes por mês como copiloto em voos comerciais sem que seus passageiros soubessem. O Rei contou ao jornal holandês “De Telegraaf” que seu trabalho no cockpit também foi mantido em paralelo às atividades reais.

“Eu acho voar algo simplesmente fantástico”, disse ao jornal. Ele afirmou que pretende continuar como copiloto, mas passará os próximos meses aprendendo a pilotar Boeings 737. Até agora, o Willem-Alexander pilotava modelos Fokker e já havia sido “piloto convidado” em alguns voos antes de ser coroado, para poder manter sua licença de piloto.

Mas o que não se sabia é que ele continuava copilotando voos comerciais incógnito, já como rei. Ele já havia mencionado que, se não tivesse nascido em um palácio, teria seguido seu sonho de pilotar um avião comercial grande como o Boeing 747.

Ele declarou ao De Telegraaf que nunca mencionou seu nome nos comunicados feitos aos passageiros e raras vezes foi reconhecido usando seu uniforme e seu quepe da KLM.  No entanto, admitiu que alguns passageiros chegaram a reconhecer sua voz. “A vantagem é que eu sempre posso dar boas-vindas aos passageiros em nome do capitão e da tripulação. Então não preciso dizer meu nome.”

Gente, cada dia que passa, mais eu gosto da KLM!