Nessa semana que estive fora, duas notícias tomaram conta dos aficcionados por viagens no Brasil: a parceria firmada entre o Smiles e a Emirates e, com menos empolgação (bem menos, aliás), o lançamento do Clube Livelo. Vou falar sobre os dois rapidamente, pois o assunto já chegou à meia idade.

PARCERIA SMILES / EMIRATES

Empolgou? Sim, por uma fração de segundo até eu me lembrar da quantidade de milhas necessárias para resgatar uma passagem com a Etihad. Eu não sei se é a pior tabela de resgate do mundo, mas tá perto:

screenshot-2016-10-15-12-04-39

screenshot-2016-10-15-12-01-09

screenshot-2016-10-15-12-05-50

A tabela de resgate da Qatar com o Smiles é melhor, mas há tempos que não encontro bilhetes-prêmio de primeira classe.

screenshot-2016-10-15-13-34-57

Pelo AAdvantage da American Airlines, você consegue o trecho Europa – Oriente Médio em primeira classe por 62.500 milhas, em executiva por 42.500 milhas e, em econômica por 20.000 milhas. Pela LATAM, a tabela de resgate é de 65.000 pontos na primeira classe, 55.000 na executiva e 25.000 na econômica.

Aqueles que voam Emirates – sejam passageiros frequentes ou não –  poderão pontuar no Smiles ao invés do programa da Emirates, o Skywards, que não é vinculado a nenhuma aliança aérea (para saber das alianças aéreas, clique aqui). Vejam a tabela de resgate do SaverAward (a mais baixa) do Skywards para a costa Leste americana que o The Points Guy publicou:

screenshot-2016-10-15-13-46-48

É brutal, não? Então, esses passageiros, à primeira vista, terão um bom  benefício ao poderem resgatar bilhetes via Smiles.

Uma outra questão que não foi esclarecida no press release do Smiles é se haverá resgate em todas as cabines. A parceria da Emirates com a TAP, por exemplo, não inclui a primeira classe (caiu uma lágrima aqui).

Um terceiro ponto não esclarecido pelo Smiles é as tarifas pontuáveis. De vez em quando, a Emirates faz ótimas promoções em econômica. A pergunta é: elas vão pontuar no Smiles? E em que porcentagem?

Enfim, há muitas dúvidas a serem dirimidas até que a parceria seja efetivamente lançada.

O CLUB LIVELO

Gente, nem sei o que falar sobre isso. Agora tem clube pra tudo – Clube Smiles, Clube Multiplus, Clube Azul. E o Livelo chegou um pouco atrasado para festa e num péssimo timing. Me digam se foi prudente lançar esse clube agora?  Há menos de um mês, eles lançaram uma promoção de transferência bonificada que retiraram do ar 24 horas depois. Foi um vexame e muita gente reclamou com razão.

O Clube oferece 4 modalidades de contratação. Há pacotes de assinaturas de R$ 21,90 (500 pontos mensais), R$ 39,90 (1.200 pontos mensais), R$ 99,90 (3.000 pontos por mês) e R$ 199,90 (7.000 pontos mensais). Para quem permanecer fidelizado por um ano, há bônus adicionais.

screenshot-2016-10-15-14-04-46

O interessante do Clube é que os pontos não expiram enquanto há a permanência do cliente no Clube. Caso a assinatura seja cancelada, os pontos passarão a ter expiração de 24 meses. Esse é o diferencial para o Clube Smiles e o Multiplus, por exemplo.

Agora, vale a pena? Na minha opinião, esses clubes só valem a pena em duas circunstâncias:

1 – Se você souber exatamente que trecho você quer emitir e quantas milhas/pontos vai precisar. Daí você pode calcular o quanto vai te custar para emitir um bilhete-prêmio e comparar com o valor de uma passagem comprada.

2 – Se há muitas promoções – como no Clube Smiles – é interessante se afiliar no plano de menor custo, pois você terá acesso às promoções por um baixo valor mensal.

Bom, espero ter compensado o atraso na publicação da notícia com um post esclarecedor. Boas viagens para todos!