Por incrível que pareça, eu ainda não conhecia a sala da AA no aeroporto RioGaleão, pois os últimos voos que fiz com a cia partiram de SP Guarulhos e o último voo internacional que fiz partindo do Galeão foi pela Air France, que usa a sala VIP da GOL (clique aqui para ler a avaliação).

Mas antes de falar da sala propriamente dita, eu gostaria de fazer um aparte. Olhem para essa foto do andar onde estão localizadas todas as salas VIP da ala internacional aeroporto:

É um corredor longuíssimo sem uma única faixa rolante sequer! Você anda loucamente até chegar a algum lugar. Os funcionários reclamam muito, porque às vezes eles têm que ir até o portão de embarque e voltar para a sala. Gente, que absurdo! Que falta de visão. É difícil acreditar que o consórcio Changi – que é responsável pelo aeroporto de Singapura, considerado o melhor aeroporto do mundo – não tenha se dado conta disso.

Esse tipo de coisa é uma economia injustificável.  E o pior é que me informaram que só há um carrinho elétrico que passa de vez em quando por ali. Os passageiros com dificuldade de locomoção sofrem no RioGaleão.

Mas vamos à sala. Logo na entrada os requisitos de acesso à sala: ser Oneworld Safira ou Esmeralda; ou então voar na classe executiva da AA.

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

No saguão da sala, três desks com funcionários que verificam o cartão de embarque e acesso dos passageiros à sala.

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

No Admiral’s Club do Rio, assim como no de SP, há o anúncio de partida dos voos. Isso não ocorre nos Admiral’s Club americanos.

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

Verificado o status do passageiro, o próximo passo é entrar na sala.

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

A primeira impressão é de um ambiente contemporâneo, com cores claras e bem iluminado. Há diversas áreas para acomodação dos passageiros, com divisórias. Abaixo, a primeira sala com móveis em estofamento vermelho e cinza, com tendência mais moderna. Notem que entre as poltronas cinzas, há tomadas.

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

Caminhando à direita, encontramos uma outra área com poltronas mais tradicionais em cinza e marrom claro.

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

À esquerda do lounge, também há duas áreas de acomodação dos passageiros. Esta abaixo segue a mesma linha mais tradicional. Salvo engano, esses eram móveis da sala antiga que foram reaproveitados. Alguém consegue confirmar isso para mim?

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

O outro ambiente é a sala de televisão, com um bom número de assentos à disposição dos passageiros

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

Só duas TVs estavam ligadas: uma com a CNN e a outra com a Globonews.

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

O lounge conta com vista para a pista. Perto das janelas, balcões com cadeiras.

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

Há um modesto business center composto de 3 computadores e uma impressora.

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

As únicas revistas disponíveis eram produzidas pela própria American Airlines. Em contrapartida, havia jornais brasileiros e americanos.

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

Os passageiros com crianças têm à sua disposição um kids room. Na hora que eu estava lá, as luzes estavam apagadas.

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

Em relação à comida e bebida, há duas áreas diferentes na sala.

Uma fica à direita e ao final, com bancadas e mesas. Nesta parte, há oferta de comidas quentes e também há o bar.

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

O bar não é dos mais animadores; a empresa poderia melhorar um pouco a oferta e quantidade de bebidas disponíveis.

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

Ao lado, uma geladeira grande com águas, refrigerantes e cervejas.

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

Fiquei bem impressionada com a oferta de comidas. Havia sanduíches, queijos e frios.

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

E também saladas e doces variados.

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

Tinha até mesmo brigadeiros.

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

Também havia oferta de comidas quentes tais como sopas.

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

Quem prefere algo mais consistente, tinha à disposição pasta, arroz maluco e frango.

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

Também havia café e chás para os clientes.

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

A outra área com comidas e bebidas fica à esquerda da entrada no lounge e é mais compacta.

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

Há sanduíches e saladas, assim como alguns doces.

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

E tem aquele forninho que, tenho certeza, é resquício da sala antiga! Tenho trauma dele! rssss

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

Havia algumas frutas e biscoitos despretensiosos.

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

Para beber, cafés, suco de laranja e água.

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

Na parte inferior da bancada, há duas pequenas geladeiras com águas, cervejas e refrigerantes.

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

Esta sala da AA conta com banheiros e chuveiros.

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

 

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

Para ter acesso aos chuveiros, é necessário pedir as chaves na recepção.

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

Uma ótima providência que a American tomou foi construir os banheiros com acesso para as pessoas com dificuldade de locomoção.

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

AA Admiral’s Club GIG Fev 2017

Bom, eu gostei bastante da sala. Tirando os móveis e utensílios reaproveitados, a sala está em sintonia com aquilo que está sendo oferecido nesse final de década. Acho que as salas europeias são melhores, mas as americanas seguem esse mesmo padrão – pelo menos nas salas para passageiros de classe executiva.

Finalmente os passageiros que saem do RJ têm boas salas VIP para esperar seus voos. Já conheço duas – a da GOL e o Admiral’s Club da AA. Estão faltando o Premium Lounge e a sala da Star Alliance. Aguardem que espero poder avaliar as duas em breve!