viaje bem, viaje longe, viaje barato!

TAP

TAP: voos intra-europeus em executiva mas sem serviço de bordo

O Ben Schlappig, o blogueiro do One Mile at a Time, fonte de inspiração de muitos blogueiros de milhas, fez um voo entre Lisboa e Milão pela TAP em executiva e teve uma surpresa.

Portas fechadas, o chefe de cabine anunciou que o voo estava com tripulação reduzida para o voo e que não seria servida refeição a bordo. Mas o que aconteceu na verdade é que não houve serviço de bordo. Somente foi servido um copo d’água sem direito a refill! Segundo o Ben, ele nunca passou por situação semelhante – e estamos falando de alguém que voa mais de 400.000 milhas por ano, por mais de 10 anos …

Alguns comissários escreveram para o blogueiro para dar explicações, pedindo que seus nomes não fossem divulgados. Alguns argumentos foram os seguintes:

Há um acordo entre a administração da TAP e o sindicato que determina que há um certo número de tripulantes para cada voo, que pode ser inferior ao mínimo necessário para a segurança do voo. Quando isso acontece, comissários não são obrigados a oferecer serviço de bordo.

Eles não são obrigados a oferecer serviços, mas podem, se quiserem. Mas não o fazem para pressionar a TAP com mais poder de barganha.

Esses problemas acontecem quando os comissários escalados adoecem e não podem cumprir a escala do dia. Entretanto, a TAP deveria ter tripulantes em sobreaviso para esses casos.

O blogueiro explica que não conhece as particularidades dos contratos entre tripulantes e administração e nem o dia a dia da empresa, mas entende que uma solução deve ser dada imediatamente. E termina dizendo:

Apesar de eu não poder dizer que isso é comum, o que eu vivi não foi um problema isolado e está claro que isso acontece mais frequentemente do que o esperado. Diante disso, por quê a empresa não toma providências para os passageiros que são afetados? É um insulto pagar pela executiva e servirem apenas um copo d’água em virtude de problemas entre o sindicato e a companhia aérea. A TAP não se importa com os passageiros que está perdendo por conta disso?

Então, saibam que isso pode acontecer quando forem emitir bilhetes com milhas que incluem voos intra-europeus em executiva com a TAP.

 

Para ler o post original, clique aqui.

1 Comentário

  1. Ferreira Jr

    Absurdo total. “Mas não o fazem para pressionar a TAP com mais poder de barganha.” Este é o tipo de atitude inconsequente, provavelmente orientada por um sindicato, que vai ocasionar perda de passageiros e mais tarde, no limite, dos próprios empregos destes comissários. Um verdadeiro tiro no próprio pé, como se diz. Lembrando que os empregos dos sindicalistas estão provavelmente garantidos por alguma lei e que por isto não se importam de prejudicar os próprios sindicalizados.

Deixe um comentário

Theme by Anders Norén