No post mais recente sobre a minha viagem para a Austrália e a Nova Zelândia, escrevi sobre a ótima experiência que tive com a Cathay Pacific na classe executiva do A350 (leia aqui). Quando cheguei em Hong Kong para esperar meu próximo voo, eu fui direto pra The Pier: a sala VIP da primeira classe da Cathay no seu aeroporto sede e que é considerada o melhor lounge de primeira classe do mundo pela Skytrax (clique aqui para saber os lounges premiados).  Essa foi a minha 3a experiência nas salas da Cathay em Hong Kong e um dos motivos por que valorizo tanto o meu status Emerald na Oneworld: mesmo viajando em econômica, eu tenho acesso a essa sala.

Na realidade, a Cathay tem outras salas de primeira classe nesse mesmo aeroporto e tratarei delas em outro post. Este aqui será inteiramente dedicado ao The Pier. O acesso se dá via escada rolante para o subsolo.

The Pier Cathay Pacific HKG Dez 2016

Na recepção, a funcionária confere o status do passageiro no cartão de embarque. O acesso é franqueado àqueles que viajam na primeira classe da Cathay Pacific ou para passageiros Oneworld Emerald viajando em qualquer cabine em uma cia aérea da aliança.

The Pier Cathay Pacific HKG Dez 2016

Logo na assim que o passageiro entra no lounge, há essa área que liga todos os ambientes do lounge.

The Pier Cathay Pacific HKG Dez 2016

The Pier Cathay Pacific HKG Dez 2016

As paredes são todas em mármore e os móveis em tons terra escuro, de madeira maciça, com estofamento de couro e veludo.

À esquerda da entrada fica a pantry (dispensa), que é uma sala com snacks no sistema self service. Há queijos, pães, frutas, biscoitos, geléias etc.

The Pier Cathay Pacific HKG Dez 2016

The Pier Cathay Pacific HKG Dez 2016

Há uma geladeira com bebidas à esquerda e conservas à direita. Tudo o que eu provei estava bom.

The Pier Cathay Pacific HKG Dez 2016

Como é de costume na Ásia, há uma máquina de chopp.

The Pier Cathay Pacific HKG Dez 2016

Quem preferir algo mais quente, há a sempre presente máquina de fazer café e também há a opcão de chá.

The Pier Cathay Pacific HKG Dez 2016

The Pier Cathay Pacific HKG Dez 2016

Mas, lindo mesmo é o bar … A qualidade e variedade das bebidas é excelente.

The Pier Cathay Pacific HKG Dez 2016

O lounge possui diversas áreas para os passageiros se acomodarem.

The Pier Cathay Pacific HKG Dez 2016

The Pier Cathay Pacific HKG Dez 2016

The Pier Cathay Pacific HKG Dez 2016

Para a minha sorte, o lounge não estava cheio. Passei um bom tempo por lá e não fui incomodada com barulho de conversa em nenhum momento.

The Pier Cathay Pacific HKG Dez 2016

Quem quiser ler alguma coisa, há diversos jornais e revista à disposição dos passageiros.

The Pier Cathay Pacific HKG Dez 2016

Quem precisar trabalhar tem uma área “Bureau” (escritório) com salas individuais de trabalho.

The Pier Cathay Pacific HKG Dez 2016

Todas têm um computador da Apple para os passageiros que não tiverem seus computadores à mão.

The Pier Cathay Pacific HKG Dez 2016

Para aqueles que precisarem dormir um pouco, o lounge conta com áreas para dormir. A recomendação é que não se exceda 3 horas para que todos os passageiros possam ser acomodados. Entretanto, no dia que fui havia pouca gente e ninguém me impôs um limite.

The Pier Cathay Pacific HKG Dez 2016

Cada “quarto” tem vista para a pista. Para quem gosta de ver avião é impossível dormir …

The Pier Cathay Pacific HKG Dez 2016

The Pier Cathay Pacific HKG Dez 2016

Para relaxar, aconselho fortemente fechar a cortina … rsssss

The Pier Cathay Pacific HKG Dez 2016

Eu tive um problema nessa sala. A ventilação e o ar condicionado estavam a toda e eu não consegui dormir de frio. O sistema não pode ser controlado individualmente – uma pena. Não pude aproveitar minhas horinhas de descanso depois das quase 11 horas de voo de Auckland até Hong Kong até por que não tinha levado um casaco para tanto e não havia cobertores disponíveis à vista. Para mim, foi a única grande falha da sala.

Ainda com bastante tempo disponível, marquei hora no spa. Sim, esse lounge tem spa! Os tratamentos duram cerca de 20 mins e eu escolhi massagem no pé.

The Pier Cathay Pacific HKG Dez 2016

Depois da massagem, fiquei lendo jornal para me inteirar das notícias do mundo até que decidi ir comer algo no restaurante, que fica no outro lado da sala, na direção oposta ao bar. O passageiro deve aguardar na entrada para ser conduzido até a sua mesa.

The Pier Cathay Pacific HKG Dez 2016

The Pier Cathay Pacific HKG Dez 2016

The Pier Cathay Pacific HKG Dez 2016

O restaurante é enorme! Devem caber, pelo menos, umas 50 pessoas ali dentro.

The Pier Cathay Pacific HKG Dez 2016

O atendente me trouxe o menu.

The Pier Cathay Pacific HKG Dez 2016

Como já era mais tarde – umas 21:30 hrs e meu voo partia às 00:30 hrs, eu decidi comer somente uma entrada, só para não ficar com muita fome. Eu já tinha beliscado (e muito!) algo na pantry, então comi só para forrar o estômago, mesmo. Escolhi a salada de caranguejo. O que eu não esperava é que eles fossem tão econômicos no tamanho … rssss. Ainda ponderei se pediria mais alguma coisa, mas decidi esperar pelo meu voo.

The Pier Cathay Pacific HKG Dez 2016

Eu não sou muito de fotografar banheiro – nem em lounge, nem em avião. Só fotografo se for algo muito bom. E aqui é o caso de algo muito bom. No banheiro feminino, todas as torneiras têm produtos de beleza para as mãos.

The Pier Cathay Pacific HKG Dez 2016

E o mais incrível é que eles são da Aesop, uma ótima marca australiana. Eu vou deixar o link do site no Brasil (clique aqui). Esse gel aromático para lavar as mãos sai pela bagatela de R$ 179,00 e 75 ml do bálsamo sai a R$ 123,00. Se quiser levar 500 ml, prepare-se para desembolsar R$ 443,00. Aqui, você não precisa pagar!

The Pier Cathay Pacific HKG Dez 2016

Depois de algum tempo, me dirigi para o portão de embarque para o meu voo para Amsterdam.

O The Pier é o meu lounge favorito no mundo. Toda vez que eu passo pela Ásia continental eu tento dar uma passada em Hong Kong só para poder ficar algumas horas por lá.

Recomendo fortemente àqueles que são Oneworld Emerald ou que podem emitir passagens com milhas em primeira classe com a Cathay Pacific ou que podem comprar passagens em primeira classe da Cathay que não percam a oportunidade de conhecê-lo. Ainda mais por que esse não é o único lounge da empresa em HKG. Ainda tem o The Wing, com as “cabanas” no mesmo aeroporto, também para passageiros da primeira classe. Esse merece outro post que farei brevemente.

Espero que vocês tenham gostado! Para ler outros posts dessa viagem com avaliações de lounges e cias aéreas, clique aqui.