viaje bem, viaje longe, viaje barato!

Variados

Um erro de principiante quase custou minha viagem …

No mei último post, eu avaliei a classe executiva da EVA Air no B77W no voo de Nova York para Taipei. O que eu não revelei para vocês foi o verdadeiro drama que se desenrolou antes do meu embarque.

Cheguei no aeroporto 3 horas antes da hora do voo, como de costume, e fui fazer meu check-in no balcão da EVA Air. O atendente pegou minha confirmação de reserva e pediu meu passaporte, o qual prontamente entreguei. Depois de conferir meus dados, ele começou a folhear o passaporte.

"Sra, onde está o seu visto para Taiwan?".

"Eu sou brasileira e tiro o visto na chegada".

"Deixe-me checar de novo".

Não é preciso dizer que algo como um incômodo se instalou em mim.

"Sinto muito, Sra., mas brasileiros precisam de visto prévio. Mas não tem problema, a Sra pode tirá-lo online".

Eu realmente não tinha dado conta do visto, porque pensei que Taiwan seria igual a Hong Kong ou Macau, com visto na chegada, ou como na China continental, onde brasileiros podem ficar até 96 horas sem visto contanto que partam para um país diferente daquele de onde chegaram.

Eu só tinha um celular à mão e imaginei que essa tarefa não seria fácil. Entrei no site consular de Taiwan e descobri que o pedido de visto é online, mas é preciso que as autoridades consulares aprovem o visto e eram 22 horas em NY.

"Sr., por esse caminho não vou conseguir. Só vou passar 36 horas em Taiwan. O Sr. tem certeza que preciso de visto para ficar tão pouco tempo?"

"Um momento, vou consultar meu superior".

Depois de algum tempo no telefone, conversando com o superior ele volta com a resposta.

"Infelizmente, a Sra só está autorizada a ficar, no máximo, 24 horas em Taiwan e mesmo assim, sem sair do aeroporto. Para embarcar, a Sra vai precisar de prova escrita de que Taiwan é só uma escala. A Sra tem que apresentar uma passagem de saída dentro de 24 horas de sua chegada".

Nesse momento, eu passei da tensão  para pânico full mode on. Me passou pela cabeça que perderia as 75.000 milhas Lifemiles e o voo na Delta One do A350 que eu tanto tinha suado para conseguir. Já me imaginava batendo na porta da casa da minha prima, de onde tinha saído 2 horas antes.

Mas eu não desistiria tão fácil, não é? Liguei, via Skype, para o Executive Platinum Desk do AAdvantage. A ligação completava e caía e me lembrei que, há um tempo atrás, o AAdvantage mudou o sistema e agora não aceita ligações via Skype.

Para piorar a situação, eu estava com o sim card brasileiro e se eu ligasse do meu celular, eu iria pagar uma fortuna pelo telefonema. Na cara e na coragem – e com muita humildade, pedi ao atendente que me emprestasse, por favorzinho, o celular dele – que eu ligaria para um número 0800 para tentar emitir uma passagem. Ele foi gentilíssimo e me cedeu o telefone.

Fui atendida em menos de 1 minuto. Expliquei a situação para o atendente do AAdvantage e pedi para ver a disponibilidade Taipei – Tóquio pela JAL em qualquer classe de voo.

"Sra., infelizmente nosso sistema está passando por um upgrade e é impossível emitir bilhetes com menos de 24 horas de antecedência da hora do voo".

Sem titubear, eu respondi que …

"Ha! Mas devido ao fuso horário eu vou pular o dia 7 de dezembro e só chego em Taipei no dia 8 de dezembro, mais de 24 horas em relação ao fuso americano".

"OK, Sra. Deixe-me ver o que eu tenho disponível ... Tenho uma executiva partindo às 10 horas.".

"Ótimo. Mas eu preciso que essa passagem seja emitida imediatamente, porque eles precisam de prova escrita que vou tenho passagem saindo de de Taipei". 

"O bilhete entra em fila de emissão automática e pode demorar 10 minutos ou 3 horas para ser emitido".

"Pelamordedeus e da sua família e de tudo de mais sagrado em sua vida, entre em contato com o setor responsável e peça para eles emitirem esse bilhete manualmente com urgência".

"Um momento, Sra. Vou ver o que pode ser feito".

Cinco minutos depois …

"Sra., o seu bilhete foi emitido. Entre na sua conta AAdvantage que lá vai constar todos os dados necessários que confirmam sua saída de Taipei no dia 8 de dezembro às 10 da manhã".

Aleluia!!!!

Corri para o check-in e o atendente verificou tudo e inseriu o meu voo de saída de Taipei, etiquetou minha mala até Tóquio. Eu, que já estava à beira de um ataque de nervos, finalmente relaxei. Mas até agora eu fico indignada comigo mesmo por ter sido tão descuidada.

O que eu aprendi com esse episódio:

1 . Não importa se você já tem mais de um milhão de milhas voadas nas costas e é viajante frequente: seja humilde e verifique todas as informações necessárias para a sua viagem com antecedência.

2 . O AAdvantage Executive Platinum Desk funciona excepcionalmente bem em caso de emergência. Já é a segunda vez que eles conseguem me tirar de enrascadas sérias (a primeira não foi culpa minha e depois eu conto essa história).

3. Se você é viajante frequente, sempre, sempre, sempre tenha status alto com companhias aéreas estrangeiras. Algum de vocês imagina que o LATAM Fidelidade (em que sou Black) ou o Smiles (em que sou Ouro), ou o Amigo (em que sou Silver) teria resolvido a minha situação com tanta eficiência e rapidez, ainda mais em um país estrangeiro? Eu estou errada em achar que nenhum desses programas dariam conta da minha situação? Respondam honestamente.

4. Tenha sempre uma boa quantidade de milhas de reserva. Não torre tudo!

5. Hong Kong, Macau e China continental não tem qualquer relação de semelhança com Taipei.

O que farei em 2018: voltarei para o AAdvantage e vou tentar reaver meu status Executive Platinum.

E vocês? Alguém já se viu em apuros por conta de visto?

 

 

18 Comments

  1. Ricardo Carvalho

    Beatriz, tive um problema grave na volta do Japão para a Italia. Iria de Business da Qatar emitida pelo Smiles, mas por conta de um tufão, não consegui chegar em Narita (vindo de Kyoto). Do aeroporto de Osaka, quando ficou claro que não chegaria em Narita, já acionei um amigo no Brasil para falar com Smiles (onde sou Diamante) e com Qatar… e claro que nenhuma delas resolveu meu problema! Smiles dizia que eu devia resolver com a Qatar e a Qatar que não podia fazer nada pois só a Smiles podia alterar o bilhete. Moral da história, pedi para meu amigo ligar na TAP (onde não tenho status algum, apenas MUITAS milhas)… e não é que para minha surpresa eles foram super prestativos! O atendente ficou mais de meia hora no telefone com meu amigo enquanto ele falava comigo via Whatsapp. Eram 22:00 e consegui emitir com milhas TAP um voo Lufthansa direto de Osaka para Frankfurt, saindo às 10:00 da manhã do dia seguinte. Realmente, se fosse depender das companhias brasileiras, ia ficar mais uns 3 dias no Japão!

    • Beatriz

      Ah, exatamente! Já aconteceu algo parecido comigo: Smiles jogando pra Qatar e Qatar jogando para Smiles. Resolvi com o AAdvantage.

  2. Vm

    Beatriz obrigado pelo alerta.
    Ao final brasileiros podem tirar o visto online pra Taipei?

    Se paga alguma taxa?

    Obrigado .

    • Beatriz

      Você pode requerer online, mas precisa levar o passaporte para o consulado. Não sei informar sobre taxas.

    • Lucas

      Nao, o Brasil não está na lista do visto online para Taiwan. A solicitação é online mas vc precisa enviar o passaporte para o consulado ou ir pessoalmente.

  3. Gilberto

    Gostei da dica número 3. Qual programa você recomenda Beatriz?

    • Beatriz

      Gilberto, tudo depende do seu perfil de viajante. Eu vou tentar voltar a ser Executive Platinum na AA em 2018, apesar da exigência de gasto de USD 12.000. Acho que conseguirei contornar a exigência voando com as parceiras.
      Me arrependi de ter abandonado o programa esse ano, dando preferência ao LATAM Fidelidade, justamente por conta dos USD 12.000, que eu acho um acinte, pra falar a verdade. Mas em termos de atendimento e de alguns benefícios, o AAdvantage dá de 1.000 na LATAM. Mas nos USA tbm tem o Mileage Plus da United, que não exige os USD 12.000 de clientes residentes no Brasil. Tem gente que gosta muito do BAEC, mas eu não tenho como chegar a ser Gold com eles com o meu padrão de viagens.

      • Guilherme

        Fui gold por uns 4 anos na BA, eles eram sensacionais com os upgrades de premium economy pra business, custava quase nada em milhas e consegui inumeras vezes pedindo no balcao sem ter que dar milha alguma. Mas isso tudo mudou, BA agora eh um lixo e voce precisa de 1500 tier points (eu ainda peguei a fase dos 800).

  4. Tlars22

    Realmente, o atendimento e a eficiência do Executive Platinum Desk do AAdvantage eh de tirar o chapéu.

  5. Tlars22

    Eles estão a 1000 anos-luz do Smiles (Gold/Diamante) e LATAM Black/Black Signature Desk Hehe

  6. PauloHCM

    Na verdade, por isso que gosto do Smiles. Conferi agora Taipei-Tóquio e tem para amanhã algumas opções a 25.000 milhas. E emissão completamente online, sem precisar ficar insistindo com atendente, ficar levando telefone na cara por ser ligação Skype, pode complementar com dinheiro. Pode ter os inúmeros defeitos que alguns devem citar por aqui, mas emissão on line, por aplicativo, sem a camada de um humano para atrapalhar é o que há.

    • Beatriz

      Paulo, eu também gosto dessa ideia de fazer tudo sem intervenção humana, mas isso é uma benção e uma maldição, como dizem os americanos. Quando dá qualquer problema no site – e de vez em quando isso acontece – o call center não resolve absolutamente nada. Não emite nenhum bilhete e não consegue ver nenhuma disponibilidade.

  7. André K

    Pura verdade.
    VIP la fora nada tem a ver em ser VIP no país tupiniquim .
    Basta vc viajar em qq cia estrangeira na first e vc verá o que ser tratado como tal.
    Programa de fidelidade LATAM ou SMILES são uma vergonha comparados aos estrangeiros no quesito atendimento.

  8. PauloHCM

    Eu já postei minha opinião abaixo, mas acho que ainda não entendi a mortal da história.

    A Beatriz não teve que pegar o telefone emprestado do atendente pq o AA não aceita ligações via Skype, ensinar fuso horário para o atendente, e implorar para emitir a passagem??? No caso, se fosse pelo Smiles, seria muito mais rápido sacar o aplicativo e emitir uma passagem pela Korean Air para o Japão (fiz uma simulação aqui que mostrei no post).

    Então, não vi como ela foi beneficiada neste caso…

    Sobre ser bem tratado, fiz uma viagem doméstica de Salvador a Porto Alegre. O meu irmão emitiu as passagens pela LATAM, e errou o sobrenome de minha mulher (colocando o da namorada dele), e na hora do check-in no balcão (pq tínhamos malas e um bebê de 10 meses, sendo obrigatório o check-in no balcão). Então a atendente explicou o erro, no sobrenome. Ela mesmo pediu os documentos dela e falou que iria reemitir a passagem com o sobrenome dela, e sim o fez.

    Ou seja, algo que me faria perder a passagem promocional (daquelas que nem pontuam) foi prontamente solucionada apenas pela boa vontade da atendente, mesmo eu não sendo passageiro frequente da LATAM, tendo uma passagem promocional da mais barata (390 reais ida e volta de Salvador a Porto Alegre) e ainda tendo uma coisa que não é previsto correção (pois não foi erro de grafia do sobrenome, e sim o sobrenome trocado).

    • Beatriz

      Oi Paulo, você está partindo da premissa que tinha disponibilidade no Smiles no dia do ocorrido, o que não é verdade. O que eu mencionei sobre o Smiles é que a dependência total do site pode ser problemática qdo ele dá problema. Mas entendo perfeitamente o seu ponto de vista. O meu é que eu consegui resolver um problemão de modo eficiente usando o call center que, no Brasil, é lamentável.
      Eu não fui beneficiada. Por meio do call center da AA, eu consegui resolver o problema em 5 minutos. Meu desafio é emitir bilhete com as parceiras no call center da Smiles ou LATAM Fidelidade em 5 mins. Mais uma vez: se o site da Smiles dá problema, o call center não resolve nada.
      O atendente da AA não sabia o horário correto do meu voo – se era no dia 6 ou nas primeiras horas do dia 7, como ocorreu – então, é mais do que natural que ele entendesse que a emissão se daria dentro das 24 horas.
      Quanto à LATAM, palmas para a atendente que solucionou o problema somente usando a razoabilidade.
      Agora, em relação a ter status ou não, cada um sabe do que é melhor para si.

    • Daniel

      Em tempo: Smiles em relação à Korean é TÃO RUIM que só libera um assento em Business por voo.

  9. Aaaddict

    Exp desk já foi bom, hoje em dia nem ligo mais. Nunca resolvem nada!
    Vou na loja aqui do rio de janeiro e com boa vontade as meninas resolvem tudo.

Deixe um comentário para Cancelar resposta

Theme by Anders Norén