A Air France apresentou a sua nova cabine da classe executiva dos seus Airbus 330. A empresa francesa atualmente conta com 15 aeronaves A330 na sua frota e todas serão retrofitadas até 2020. O assento escolhido é o Equinox 2D produzido pela Stelia Aerospace.

A configuração será 2-2-2, com assentos-cama com 2m de cumprimento e 57 cm de largura e partições de privacidade. A tela de entretenimento terá 18.5 polegadas. A cabine terá 36 assentos divididos em 6 fileiras.

Até o fim do inverno europeu, os novos assentos estarão disponíveis nos voos entre Paris e Accra (Gana), Ouagadougou (Burkina Faso) e Houston (EUA).

Haverá uma expansão no verão europeu para Cotonou (Benin), Lagos (Nigeria), Niamey (Niger), Bengaluru e Delhi (Índia), Seattle, Chicago e Dallas (EUA).

A premium economy também será renovada, como eu já havia postado anteriormente em setembro (clique aqui para ler). O assento terá reclinação de 130 graus, com 48.5 cm de largura, com descanso para os pés, distância entre assentos de 102 cm e tela de entretenimento de 13.3 polegadas.

Opinião

As cabines do A330 que voará para a África, Índia e algumas cidades dos EUA são infinitamente superiores àquelas do B77W que a empresa usa no voo AF443 que sai do Rio para Paris, que tem configuração 2-3-2.

Na realidade, a AF tem duas configurações diferentes do B77W: uma sem a primeira classe (que faz a rota GIG – CDG), e que tem essa configuração 2-3-2. Mas há alguns B77W que contam com a primeira classe e a business é 1-2-1, como no B772. Esse B77W é o que a Air France utiliza na rota GRU – CDG (além do B772).

A empresa também vai fazer o retrofit dos 5 A380 restantes na sua frota, cujas cabines também estão bem desatualizadas, mas ainda não há informações sobre os assentos e configuração.

Pelo Smiles, é possível viajar por 160.000 milhas entre Paris e Delhi na classe executiva.

No mais, estou torcendo muito para que nós, cariocas, possamos contar com o A330 retrofitado! Vem Air France, vem!