A Asiana, uma das duas principais das companhias aéreas sul-coreanas, está em crise financeira, enfrentando um processo de venda para amenizar as dívidas. Os credores, junto com o grupo Kumho Industrial, o maior acionista da empresa, detendo 31.06% do seu capital acionário, enviarão uma nota pública para a venda na quinta-feira.

Após completar uma revisão financeira da Asiana, os credores avisaram que iriam acelerar o leilão, caso nenhum outro fator falimentar possa complicar as operações da empresa.

Após enviar o convite para proposta, a expectativa é que os credores confirmem uma lista preliminar de interessados em setembro e escolham a proposta vencedora em novembro. O vencedor vai adquiri os 31.06% do grupo Kumho, além de ações adicionais que serão emitidas em função do aumento de capital da empresa.

A venda da Asiana vai incluir suas subsidiárias de baixo custo, a Air Busan e a Air Seoul, e a expectativa é que a venda levante entre 1 e 2 trilhões de won sul-coreando (entre USD 800 milhões e 1.6 bi USD). A lista de potenciais interessados inclui grandes conglomerados nacionais, sem nenhum interesse de outras companhias aéreas até o momento.

O mercado tem levantado preocupações acerca do tamanho da dívida da Asiana, que seria maior do que o seu potencial de venda. Adicionalmente, novos investimentos, incluindo a aquisição de novas aeronaves, terão que ser feitos para revitalizar suas operações.

É de conhecimento geral que a Asiana tem passado por dificuldades operacionais há algum tempo. Há uma expectativa que ela perca uma das estrelas Skytrax e seja removida do exclusivo clube cinco estrelas, o qual, além dela, pertencem Qatar Airways, JAL, ANA, Cathay Pacific e Singapore Airlines, dentre outras.

A Asiana é membro da Star Alliance e tem um dos programas de milhas mais interessantes da aliança, o Asiana Club. Nele, é possível se tornar Star Alliance Gold vitalício com apenas 400.000 milhas qualificáveis. Para saber mais sobre o programa, clique aqui para ler o post que fiz sobre ele no início do ano passado.