A Avianca Internacional, a Copa Airlines e a United Airlines formalizaram uma joint venture para cooperação nos voos entre a América Latina e os Estados Unidos.

A parceria tripla vai incluir voos entre os EUA e mais 19 países na América Central e do Sul – excluindo o Brasil – e vai cobrir aproximadamente 12.000 pares de cidades. Todas as três companhias aéreas são membros da Star Alliance.

As empresas vão coordenar capacidade e tarifas, comercializar voos de forma conjunta e compartilhar o resultado das vendas. Além disso, elas vão criar novos mercados e adicionar voos em rotas já existentes se a parceria for aprovada. A joint venture requer aprovação das autoridades governamentais dos países envolvidos.

O trio irá operar cerca de 26% da capacidade entre a América Latina e os EUA, sendo que a United – a maior das três empresas – terá 15% do mercado.

As empresas não forneceram datas para a implementação do negócio. Entretanto, o CEO da Copa, Pedro Heilbron, afirmou que a expectativa de aprovação governamental será em meados de 2020.

O Brasil está fora do mercado porque a Avianca Brasil não participou das negociações.

Para entender a diferença entre acordos interline, codeshare e joint venture, clique aqui para ler um post em que explico as diferenças entre as três modalidades de cooperação no transporte aéreo comercial.