Nos últimos dias, a Azul tem implementado mudanças que encareceram demais os serviços prestados aos passageiros.

A primeira alteração foi a cobrança pela marcação antecipada dos assentos antes do check-in para a Tarifa Azul – a mais barata e que também não inclui franquia de bagagem despachada. O serviço custa R$ 10,00 entre a compra e 7 dias antes do embarque. Na semana que antecede o voo, a cobrança está liberada. Os clientes TudoAzul Diamante e Safira também poem reservar previamente seus assentos sem o pagamento da taxa, em qualquer tipo de tarifa.

A segunda mudança foi a cobrança seguida do  aumento da taxa de antecipação de voos no mesmo dia, também para a Tarifa Azul. Inicialmente, a taxa estipulada foi de R$ 50,00, mas duas semanas depois a empresa aumentou o valor em 50%, passando para R$ 75,00! Não foram atingidos os clientes TudoAzul Diamante e Safira, e aqueles que adquiriram a tarifa Mais Azul.

Hoje, a notícia é que houve um aumento na penalidade para alteração e cancelamento de voos. Nos voos domésticos com valor até R$ 300,00 a alteração do voo vai custar incríveis R$ 230,00 por trecho, por pessoa – uma pedrada de R$ 460,00 para bilhetes de ida e volta, acrescidos da diferença tarifária.

Já nos voos domésticos com valor igual ou superior a R$ 300,00, a penalidade é de R$ 270,00, também por trecho, por pessoa.

Além disso, nos bilhetes domésticos de valor inferior a R$ 615,00 não será mais permitido o reembolso do valor pago em caso de cancelamento e desistência. Acima de R$ 615,00, a penalidade é de 60% do valor do bilhete!

Mas as mudanças não pararam por aí: os bilhetes emitidos com pontos também sofreram alterações. A taxa de conveniência pela emissão no site subiu 25%, passando de R$ 20,00 para R$ 25,00.

Isso tudo ocorre com o apoio da ANAC. Só me resta dar os parabéns a todos os envolvidos.