A British Airways está enfrentando sérios problemas  no mundo todo. O sistema de TI da empresa britânica está em pane desde ontem e diversos voos estão atrasados e tantos outros foram cancelados.

OBS: O sistema foi restaurado agora às 10 da manhã, mas tem passageiro reclamando que só foram oferecidos voos para o seu destino daqui a 5 dias!

Tem gente que vai ter que esperar 48 horas para pegar um novo voo:

Ano passado, mais precisamente em maio, a empresa teve uma pane generalizada que afetou gravemente suas operações por cerca de 2 dias (clique aqui para ler). O estrago foi tanto que a situação só foi normalizada cerca de 1 semana depois da pane.

Como no ano passado, os passageiros reclamam não só da falta de empatia dos funcionários como a recusa da empresa em oferecer vouchers de comida e hospedagem.

 

Além disso, há lugares em que não há nenhum funcionário para orientar os passageiros …

Ano passado – alguns meses antes da pane mundial que afetou 75.000 passageiros por conta do cancelamento de mais de 1.000 voos  – a British Airways demitiu todo mundo do TI e terceirizou o setor na Índia para reduzir custos. Entretanto, já na primeira pane a empresa teve que desembolsar £ 80 milhões (cerca de R$ 400 milhões) para compensar os passageiros. Agora, ela está com outro abacaxi nas mãos que provavelmente vai lhe custar alguns outros milhões de libras.

É de se questionar essa decisão de precarização de um serviço essencial para a atividade da empresa. Companhia aérea sem um bom setor de TI está fadada a gastar mais para corrigir os problemas causados pelos incompetentes do que pagando bem a profissionais qualificados. Vocês concordam?