Jerome Cadier, o CEO da LATAM Airlines, deu uma indireta para a Avianca Brasil, na resposta que deu ao site Panrotas – link ao final. Reproduzo partes do post:

A Latam Brasil se planejou em um momento crítico para a economia do País, principalmente no setor de aviação, e isso livrou a companhia de maiores riscos. Essa foi a resposta do CEO da aérea, Jerome Cadier, exclusivamente ao Portal PANROTAS, quando questionado sobre uma possível insegurança no ambiente de negócios, agravada por conta da crise da Avianca Brasil.

“À época em que o mercado encolheu, ajustamos a capacidade para não entrarmos em uma situação de maior risco”, avaliou Cadier. “O que está acontecendo agora, se respeitarem as convenções internacionais, só pode ser positivo para a indústria. Na medida em que não se respeitam essas convenções, entramos em cenário de incertezas com riscos jurídicos que eu espero que a gente não entre. Queremos que esse período se resolva rapidamente porque incerteza não é bom para ninguém.”

O CEO da Latam Brasil ainda fez um comparativo com o cenário internacional para explicar o nível de competição no doméstico. “Qual é a terceira companhia francesa de aviação ou a quarta alemã? Não temos. Já no Brasil são quatro companhias, o que gera muita concorrência. Isso faz com que algumas empresas estejam mais preparadas para crescer e serem sustentáveis a longo prazo, o que sempre foi o posicionamento da Latam.”
.

Interpretem esse texto para mim, please …

Para ler o post da Panrotas na íntegra, clique aqui.