Há um vídeo chocante circulando na internet em que um casal enfurecido agride verbalmente funcionários da LATAM no aeroporto de Guarulhos.

A LATAM informou que os clientes se apresentaram com atraso no balcão de conexões do aeroporto, apesar de o voo de origem ter pousado antes do horário previsto. Para resolver a situação, a companhia aérea informou que ofereceu à família acomodação imediata no próximo voo disponível.

O vídeo é brutal – o casal está completamente descontrolado,  gritando, xingando, empurrando e intimidando os dois funcionários da LATAM e rasgando os cartões de embarque de outros passageiros. Inclusive, há um momento em que parece que o homem vai agredir fisicamente a funcionária.

Além disso, o casal estava acompanhado de uma criança – provavelmente seu filho, que tenta apaziguar os ânimos.

O vídeo é chocante e, também chocante é o fato que o próprio casal estimula a filmagem. Ou seja, eles entendem que estão cobertos de razão ao se comportar assim …

O comportamento dos funcionários da LATAM foi exemplar: todos tiveram um auto-controle impressionante.

Se isso tivesse acontecido nos EUA ou na Europa, o casal teria sido preso e incluído na lista negra da companhia aérea (no fly list).

Aliás, eu sugiro que as companhias aéreas brasileiras criem a sua lista de passageiros impedidos de voar, ainda que temporariamente.  Até que essas pessoas aprendam a agir racionalmente elas não devem poder usar os serviços da empresa. Se elas se comportam assim em solo quem garante que não vão repetir o comportamento no ar?

Eu sei que as companhias aéreas erram muito conosco – atrasos injustificados, assentos apertados, serviço de bordo deficiente ou inexistente, recusa em resolver os problemas mais simples dos passageiros, alteração de regras sem aviso prévio – a lista é enorme. Mas nada, nada, nada, nada nesse mundo justifica o que aconteceu nesse vídeo.

Em tempo: notaram a ausência da polícia?

Para ler a reportagem completa do Correio Braziliense, clique aqui.