A Etihad anunciou hoje o cancelamento da rota Abu Dhabi – Perth a partir do dia 30 de setembro.

Além dela, a rota para a cidade de Ho Chi Min no Vietnam já tinha sido anúncio de cancelamento que noticiei aqui no Milhas e Destinos (clique aqui para ler).  A rota, que até hoje, era operada 6 vezes por semana, passará a ocorrer 3 vezes por semana sendo que será totalmente cancelada a partir do dia 30 de agosto.

Mas a empresa não parou por aí. O voo Abu Dhabi – Edinburgh na Escócia, operado 5 vezes na semana, também deixará de existir a partir do dia 1o de outubro.

Isso, sim, é uma empresa em maus lençóis. A Etihad está lentamente retirando todos os benefícios gratuitos para passageiros premium, como o serviço de motorista que era oferecido em algumas cidades do mundo para passageiros de primeira classe e o fechamento do spa no lounge de Londres. Além disso, ela passou a vender o acesso aos seus lounges,os pijamas e amenity kits da first para passageiros voando em econômica.

Além disso, há muitas reclamações de passageiros quanto à qualidade dos serviços que hoje são uma sombra do que já foram.

A Etihad revolucionou a primeira classe com o The Residence e o The Apartment. Hoje, está vendo suas concorrentes do ME3 apresentando novos produtos muito elogiados: a Qatar com as QSuites e a Emirates com a sua nova primeira classe.

Os péssimos investimentos na Air Berlin, Alitalia e Air Serbia estão impactando as operações da Etihad em todas as áreas.

Nunca é demais lembrar que, há alguns anos atrás, a empresa tinha tantos passageiros que não dava conta da demanda em suas próprias aeronaves, tendo que usar 6 B777 da Jet Airways.