A LATAM acaba de enviar um memo interno para seus funcionários informando uma nova categoria de status no seu programa Fidelidade, o Gold Plus.

A categoria é exclusiva para residentes no Brasil e tem os seguintes benefícios:

Bagagem: 1PC adicional em rotas nacionais dentro do Brasil
Embarque preferencial: em rotas nacionais dentro do Brasil
Check-in preferencial: em todas as rotas nacionais dentro do Brasil e internacionais.
Upgrade cortesia com cupons: 2 cupons para upgrade
Antecipação/Postergação de voos no mesmo dia: sem custo
Assentos LATAM+: 50% de desconto em assento LATAM+ em rotas domésticas no Brasil (Somente estará disponível a partir do segundo semestre de 2019).
Assento Padrão: 50% de desconto na seleção de assento em rotas domésticas no Brasil (Somente estará disponível a partir do segundo semestre de 2019).

Serão necessários 18.000 pontos no LATAM Fidelidade para atingir o LATAM Gold, sendo que obrigatoriamente 14.400 pontos devem ser voados ou comercializados com os códigos JJ/LA.

 

Parece patente que há um abismo entre todas as categorias – entre Gold e Platinum, a diferença era de 20.000 pontos qualificáveis e um gasto de R$ 8.000,00. Entre Platinum e Black a distância é gigantesca: são 70.000 pontos e R$ 28.000,00 a mais entre as duas categorias. Quanto ao Black Signature, não imagino que teremos brasileiros dispostos a conseguir esse status, já que é mais vantajoso tentar com o AAdvantage, BAEC ou Iberia Plus.

E o benefício do Gold para os clientes Clube Multiplus 10.000 ficaram ainda mais irrisórios …

Agradeço a dica do Rondonzinho, do @euamomilhas.