Nessa última viagem, eu voei com a Lufhtansa entre Frankfurt e Paris ida e volta na executiva do A320.

Como a maioria de vocês sabe, a business class intra-europeia da Lufthansa – e das demais companhias aéreas europeias – se limita ao bloqueio do assento do meio, na configuração 3-3. Entre econômica e executiva, não há qualquer diferença em relação ao hard product.

Então, vou mostrar apenas os lanches que foram servidos em ambos os voos.

No voo de  Frankfurt para Paris, que decolou cerca de 16 horas, foi servido um lanche que consistia em um pequeno wrap de frango com legumes acompanhado de um cheesecake com cobertura de morango, uvas e uma barra de chocolate Lindt.

LH business class FRA – CDG A320 out 2018

 

Já o voo de Paris para Frankfurt, que decolou da capital francesa cerca de 18:30 hrs teve um catering um pouco mais caprichado para 1h20mins de viagem.

Foi servido um lanche com um bolinho de carne, linguiça, salada de batata, mousse salgada e queijo. Acompahando o prato foram servidos pães – eu escolhi o tradicional pretzel. Além disso, foi servida um creme de maracujá e, como de costume, a tradicional barra de chocolate Lindt.

Esse lanche estava especialmente gostoso.

LH business class CDG – FRA A320 out 2018

LH business class CDG – FRA A320 out 2018

LH business class CDG – FRA A320 out 2018

LH business class CDG – FRA A320 out 2018

Apesar de o voo da volta ter sido melhor do que o da ida em termos de soft product, eu continuo não vendo sentido em pagar para voar em executiva nesses voos intra-europeus. É uma diferença de mais de 200 euros por conta de uma refeição que não custaria mais de 20 euros em um restaurante dentro do aeroporto – que é mais caro do que na cidade.

Quanto ao atendimento, os comissários da empresa foram extremamente profissionais e impecáveis, como sempre.