O CEO da Air France, Ben Smith, deu uma entrevista para o jornal La Tribune e revelou que pretende retrofitar a antigas cabines de executiva que ainda existem na frota para atrair clientes premium.

Das 101 aeronaves de longa distância na frota da empresa, apenas 51 (44 B777 e 7 B878) possuem a cabine com todos assentos-cama tendo acesso ao corredor. As demais aeronaves têm o assento tipo tobogan, inclusive os A380. Aliás, tenho um trip report do B777 (lie-flat com acesso ao corredor) e outro com a configuração 2-3-2 e assento tobogan.

[OFF-TOPIC: fui pegar o link dos trip reports e emiti executiva entre Brasil e Europa por 100.000 milhas Smiles para voar Air France …. Tempos que não voltam mais, não é mesmo?]

Além de melhorar a experiência do passageiro de executiva, Ben Smith decidiu aumentar a cabine premium economy e diminuir a oferta de assentos em econômica.

Aliás, a Air France apresentou duas novidades – que podem ser consideradas melhorias – para seus passageiros da business.

A primeira é o amenity kit comemorativo dos 85 da empresa.

Os kits estarão disponíveis a bordo até julho, e há dois modelos para a classe executiva e dois para a premium economy.

Os amenity kits da executiva têm designs diferentes com figiras geométricas em uma variedade de cores.

Além dos tradicionais escova e pasta de dente, protetores de ouvido, creme hidratante Clarins, os kits contém um creme de mãos Clarins, escova e pente, fio dental e máscara de dormir nas cores laranja, azul ou turquesa.

Já os amenity kits da premium economy vem em duas cores: azul-marinho e turquesa.

Eles contêm tapa ouvidos, protetores de fones de ouvido, escova e pasta de dentes, meias e máscara de dormir.

A Air France também apresentou os 12 menus que serão oferecidos a bordo na classe executiva entre janeiro e março de 2019. Seis dos pratos foram desenvolvidos pela chef Anne-Sophie Pic, cujos restaurantes em Londres, Valencia, Paris e Lausanne têm o total de 7 estrelas Michelin.

O menu faz parte de um programa da empresa para apresentar diferentes chefs estrelados desenvolvendo produtos para os passageiros da executiva e da La Premiére a cada três meses.

Para saber mais sobre os menus de 2019, clique aqui.

Eu tenho vontade de voltar a voar com a Air France, mas os valores cobrados pelo Smiles estão fora da casinha. E também não enxergo vantagem em transferir da Livelo na proporção 2:1 – exceto para completar emissão.

Vocês gostam da Air France?