A Airbus lançou o A321XLR – extra-long range – na feira de Paris, que ocorrerá entre os dias 17 – 23 desse mês em Le Bourget. A aeronave é uma variante do A321neo.

Os especialistas estão prevendo que a gigante europeia terá muitas encomendas em virtude dos problemas apresentados pelo B737-MAX, que ainda encontra-se groundeado. Aliás, a American está prevendo que vai utilizar os seus somente em setembro, se tudo der certo até lá.

E por falar em American, há rumores que a empresa está pensando em cancelar as encomendas pendentes do B737-MAX para adquirir o A321XLR. A empresa está aposentando seus B757 que, por sinal, têm alcance menor do que a nova aeronave da Airbus. O B757 é capaz de voar 3.915 milhas náuticas, ao passo que o XLR voa 5.000 milhas náuticas.

Vejam a diferença de alcance do A320 em 1987 para a nova aeronave:

Panfleto do A320 em 1987

Pelo gráfico, aparentemente será possível fazer GIG/GRU – MIA no A321XLR, o que é uma mudança de jogo para os moradores da região sudeste, até agora imunizados contra as aeronaves de um único corredor.

As rotas entre o meio-oeste americano e o leste da Europa também poderão ser operadas pelo XLR. No momento, o A320LR só tem alcance para a Europa a partir da costa leste americana.

A expectativa é que o novo avião seja entregue em 2023.

Ah, e “a nível de by the way”, será em Paris que a Airbus fará a entrega do primeiro A350-XWB para a Japan Airlines no dia 13 de junho. Será a primeira aeronave Airbus que a JAL terá em sua frota! Os A300 que ela tinha vieram de uma fusão com a companhia Japan Air System em 2002.

A aeronave vai ser utilizada na rota doméstica entre Tokyo Haneda – Fukuoka.