Gente, ouvi um rumor que a LATAM vai fazer um wet lease do B747-400 da Wamos para operar algumas de suas rotas por conta de uma restrição dos seus B787. As rotas seriam de Santiago para Los Angeles, Ilha de Páscoa e Austrália.

O wet lease é um leasing que envolve aeronave e tripulação; já o dry lease envolve apenas a aeronave.

Os voos seriam carregados amanhã no sistema e começarão a ser operados a partir do fim do mês.

Segundo a fonte, a questão refere-se aos ETOPS dos B787 com motores Rolls Royce. Esses motores do B787 estão dando uma dor de cabeça enorme para as companhias aéreas por conta de inúmeros problemas e falhas. Aliás, a LATAM está com 6 aeronaves paradas em Victorville, California esperando a reposição. Gente, é muito prejuízo …

Dêem uma olhada nesse artigo completo sobre o assunto – clique aqui para ler.

Em relação aos ETOPS. vou colocar a definição da Wikipedia para todos:

Exemplo de uma rota ETOPS.

ETOPS (Extended Twin Engine Operations) é uma sigla para certificações oficiais de autoridades aeronáuticas de vários países, que permitem às aeronaves comerciais bimotoras e aeronaves executivas bimotoras voarem em rotas com trechos que estejam tão distantes de um aeroporto alternativo quanto a distância de voo percorrida em até 60 minutos, ou, em outros casos, até mais. Atualmente, as principais certificações atuais deste tipo são: ETOPS 120 minutos e ETOPS 180 minutos.

Não sei se essa informação procede, mas quem tem viagem marcada para esses destinos a partir de Santiago, aconselho o monitoramento das aeronaves no ExpertFlyer, porque os relatos sobre a Wamos são muito desabonadores. A Avianca Internacional também está utilizando as aeronaves da Wamos em algumas rotas e os passageiros têm reclamado demais. Abaixo, algumas fotos do TripAdvisor (para ver todas as fotos, clique aqui):