Quem me acompanha há mais de um ano deve se lembrar do imbroglio Smiles – Delta que aconteceu comigo e com diversas outras pessoas que foram se identificando nos comentários dos posts à época. Vou resumir o que aconteceu rapidamente só pra contextualizar.

Em julho de 2017, eu emiti um bilhete de milhas entre Tóquio e Detroit  e de lá para a Filadélfia em que constava que ambas as cabines eram “primeira classe”.  A emissão foi via Smiles voando Delta no então novíssimo A350 da empresa.

Eu imaginei, obviamente, que  ambos os trechos seriam feitos nos melhores assentos do avião, correto? Errado. Quando fui marcar o assento, lá estava disponível a econômica premium no trecho de 12 horas entre o Japão e os EUA.

Liguei imediatamente para o Smiles relatando o problema e, de 15 em 15 dias eles me ligavam dizendo que “estavam resolvendo”. Dois meses depois, eu cansei, né? Entrei com uma ação pedindo somente que me colocassem no melhor assento do voo que iria fazer.

Claro que eu tinha toda a documentação, print screens, emails  – tudinho. E fui bem clara na petição:  expliquei que só escolhi esse voo por conta do blog, para poder mostrar para vocês que me prestigiam tanto como é a nova Delta One do A350.

Teve muito drama até o final feliz da história para mim.

Ontem, para a minha surpresa, li um comentário off-topic em um post da Black Friday em que a mesma situação estava se repetindo:

Como é que, justamente na Black Friday, provavelmente a época de maior acesso e resgate de bilhetes com milhas, a empresa indica uma cabine diferente daquela que é efetivamente oferecida?

EDIÇÃO: O Gustavo Marson me enviou um print bem interessante – habemus first entre Guarulhos e Maringá!

O pior é que o passageiro só descobre isso depois da emissão do bilhete! Ou seja, a gente tem que literalmente pagar para ver.

Espero que o Smiles adote uma conduta pautada na boa-fé e coloque esses passageiros na cabine executiva da Delta.

Clique aquiaqui e aqui para ler os posts originais com riqueza de detalhes.

Ah, e clique aqui para ler o trip report do Delta One de Tóquio para Detroit!