Hoje alguém fez um comentário em um post mais antigo perguntando se o LATAM Fidelidade não teria mais o soft landing e, agora há pouco, li sobre isso no FlyerTalk. O cliente era Black e ficou sem qualquer status esse ano:

Para quem não sabe, o soft landing é o downgrade para a categoria imediatamente inferior ao ano seguinte do exercício da qualificação, caso o cliente não consiga manter o status.

No caso acima, o cliente entendeu que cairia para Platinum e a resposta da LATAM foi que, por que o status dele foi adquirido por meio de match, ele não teria direito ao soft landing. Em seguida, o cliente postou que respondeu ao email afirmando que isso não estava nas regras e a LATAM daria o soft landing para ele.

Os programas americanos ofereceram soft landing até 2015, quando decidiram que o status seria sempre determinado de acordo com a atividade real do cliente.

Já os programas brasileiros, como o Smiles, mantém o soft landing nas suas regras.

11.3. O Participante que não acumular o número de Milhas Qualificáveis necessário para a permanência na sua atual categoria ou não voar Segmentos Aéreos com as Parceiras Aéreas da Smiles na quantidade necessária para sua permanência na categoria atual, dentro do ano civil anterior (janeiro a dezembro), será reclassificado na categoria imediatamente inferior, com validade de 12 (doze) meses. Tal regra não se aplica à categoria SMILES, na qual o Participante permanecerá até que seja promovido. O Participante Smiles que acumular Milhas Qualificáveis para manter sua categoria atual no citado período terá seu cartão prorrogado, por um período adicional de 12 (doze) meses.

Clique aqui para ler o regulamento Smiles.

A LATAM Fidelidade também tem a mesma regra aplicável para o programa brasileiro:

5.2.4 Poderá ocorrer o rebaixamento de modalidades (“downgrade”), que se dará sempre de uma modalidade superior para a imediatamente inferior, de acordo com uma avaliação a ser feita anualmente pela LATAM, considerando-se a Pontuação acumulada durante 01 (um) Ano Calendário.

5.2.5 Os itens supra citados, que preveem as regras para ser promovido ou para manter-se na mesma Modalidade de Cartão, serão aplicáveis somente para os Clientes residentes do Brasil. Para demais países de residência, exceto o Brasil, as regras vigentes estão disponíveis no site local da empresa, na sessão de regras do programa de fidelidade.

Ou seja, aqui no Brasil, se o cliente não conseguiu manter-se na mesma categoria ele será rebaixado para a categoria imediatamente inferior, independentemente da quantidade de pontos acumulados ou trechos voados.

Clique aqui para ler o regulamento LATAM Fidelidade.

Alguém teve problemas de soft landing esse ano?